Meus Seguidores

sexta-feira, junho 03, 2011

Revelando a Doença



Querido diário, venho responder a postagem abaixo, em que eu dei detalhes de um problema que venho enfrentando, e não quis dizer que doença realmente era. É uma coisa realmente muito séria e difícil de lidar. Os leitores acharam simples demais e fizeram comentários até meio que caçoadores. Mas o negócio é sério.



Mas eu até entendo os comentários dos leitores, eles confundiram o meu problema com preguiça, porém não é. O que eu tenho é procrastinação. Já ouviu falar disso?


A procrastinação é um resultado de uma desordem psicológica ou mesmo fisiológica.


Geralmente, os problemas psicológicos que conferem a procrastinação são baixa auto-estima e mentalidade autodestrutiva. Quem lê meu diário sabe, o quanto a minha auto-estima anda lá embaixo, na verdade, me sinto um lixo e o quanto a minha mente tem pensado loucuras.


Ou ainda, pode ser um problema meramente fisiológico. Pode ser uma lesão no córtex pré-frontal, parte do cérebro responsável por desenvolvimento de ações e planejamentos.


E ainda a minha doença pode também estar associada à depressão.


As conseqüências é que são de fato horríveis, estresse contínuo, sensação de culpa, perda de produtividade. É horrível!


Há 2 tipos de procrastinadores, o primeiro é o procrastinador relaxado e o segundo é o procrastinador nervoso. O procrastinador relaxado é aquele que transfere as suas atividades, ele deixa de fazer uma coisa que te dá desprazer, para fazer uma coisa que te dá prazer, é o típico cara que abandona a sua vida profissional, mas não a sua vida social. O procrastinador nervoso abandona sua vida profissional e social também, é o tipo de pessoa que quer trabalhar, quer estudar, mas adia as suas obrigações, quando se dá conta da diminuição de tempo para executá-las, se sente estressado, culpado e apreensivo. Eu me adéquo ao segundo tipo.


Eu costumo comparar a procrastinação com a bulimia. Na bulimia você não quer comer, come e se sente culpado. Na procrastinação você não quer relaxar, relaxa, e se sente culpado.


As pessoas costumam classificar a procrastinação como uma doença rara. Eu não acho que seja rara e sim desconhecida. As pessoas costumam confundi-la com preguiça. Eu costumo dizer que a procrastinação é um estado agravado da preguiça. Preguiça é aquela moleza que você sente por um período pequeno de tempo. Procrastinação não é uma moleza, é uma desmotivação, e dura muito mais tempo que a preguiça. Só pra vocês sentirem a pressão, eu tive 15 dias para estudar Cálculo e só fui estudar em menos de 24h para a execução da prova. Eu já passei dias em casa, deitada na minha cama, não saía de casa, não ia à faculdade, não tomava banho.


De fato, é uma doença que merece mais conhecimento da sociedade e mais respeito, afinal, um procrastinador não é um preguiçoso e sim, um doente mental.





14 comentários:

  1. Estou seguindo seu blog, aguardo vc no meu www.donaanamagos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. qualquer doença deve ser respeitada.

    seguindo, se puder seguir de volta...
    http://heycherrycake.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Respeito pelo que cada um tem é essencial.
    Modifique o tipo de letra que escreves no blog, pois dificulta a leitura.

    ResponderExcluir
  4. Ótimo blog, com ótimas fotos...
    Gostei muito do jeito que você se expressa.
    Sou +1 seguidor seu *-*

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. oi.adorei seu blog e estou seguindo.
    me segue?
    www.amorimortall.blogspot.com
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Que bom que vc identificou seu problema. Agora é um passo para descobrir a cura.
    Espero que melhore e continue postando da melhor forma possível!
    Sucesso =)
    http://uaimeu10.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Nossa parece ser bem sério...Graças a Deus você já sabe o que é. Agora é fazer o tratamento e melhorar...
    Fico aqui na torcida por você
    Beijo
    Boa sorte =)

    ResponderExcluir
  9. o texto é ótimo e o blog também! mas troque essa letra, porque eu tive qe fazer um esforço imenso pra entender o que está escrito

    ResponderExcluir
  10. Olá, achei muito importante o seu post explicando a doença assim como acho que o fato de você desabafar tanto nesse como no post anterior contribui, mesmo que um pouco, para uma melhora. Quando fui lendo e conhecendo mais da doença, fui buscando na memória e acredito que já conheci muita gente assim também e, algumas, vêem isso como uma coisa normal reflexo do mundo em que vivem.
    Parabéns pelo blog e pela iniciativa mais do que válida.
    Se me permite uma critica que, acredito será construtiva, mas um espaço com conteúdo interessante poderia ter um fonte melhor como Times ou Verdana. Por mim, entendi tudo, tranquilo mas acho que ficaria muito melhor.

    abcs

    ResponderExcluir
  11. Legal seu blog , e adorei o titulo '' a garota de varias faces '' bem criativo .
    seguindo ..
    segui ?
    http://carolinelebom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. DOENÇA DE WORKAHOLIC NUMA ADOLESCENTE??? ISSO NÃO É LEGAL. SE CUIDE.

    TEM UM SELO PARA VOCÊ LÁ NO MEU BLOG. VAI LÁ BUSCAR RÁPIDO, POIS EU VOU EXCLUIR A POSTAGEM DO SELO EM SETE DIAS. DIA 11/06/2011 O SELO NÃO VAI ESTAR MAIS LÁ. CORRA!

    http://www.thebigdogtales.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. vc foi a um psiquiatra? quem te deu esse diagnóstico? gostaria de saber mais a respeito. eu sinto isso há anos, mas luto contra eu mesma o tempo todo. o esforço que tenho que fazer é descomunal. me cobro demais e por isso não me deixo vencer, mas diminuí toda minha capacidade de produtividade. me fale quem te diagnosticou e o que recomendou, por favor.
    Carol

    ResponderExcluir

Eu retribuo comentários BONS, se você comentar porcaria aqui, eu comento porcaria no seu blog também. Deixem o link para eu poder retribuir. Beijo a todos, e expressem sua opinião sem receios.